2016



Projetos apoiados pelo Produtor Cultural Independente





Esquadrão Amazônia é mais um projeto que o Produtor Cultural Independente está apoiando. Trata-se de uma revista de história em quadrinhos (HQ) que terá 40 páginas, capa cartonada, formato 17x26cm, impressa em cores e que será lançada na COMIC CON EXPERIENCE 2016, em São Paulo, nos dias 01 a 04 de dezembro.


Escrita por ALAN YANGO e JOE BENNETT que também se encarrega dos desenhos, junto aos talentosos ALLAN PATRICK e MÁRCIO LOERZER, a história tem como personagens o Esquadrão Amazônia, grupo de heróis brasileiros criado por JOE BENNETT no início dos anos 2000, baseado em conceitos e lendas da região amazônica. Saiba mais sobre este projeto










O filme Olympia une traços de documentário e ficção, trazendo uma discussão qualificada e inovadora sobre o fenômeno da corrupção no Brasil e no mundo. Olympia representa as cidades submetidas a um sistema político corrupto, fundamentado pelos privilégios.








Oficina de Ludicidade é um projeto de Pablo Dantas que tem como objetivo proporcionar experiências lúdicas para estimular a criação e a aprendizagem. Pablo é membro do Movimento de Teatro Popular de Pernambuco, membro do Conselho Municipal de Cultura de Vitória de Santo Antão (PE), produtor do Coletivo Galileia e diretor e ator do grupo Burrinha da Saudade. 





Imagens de roda de Coco projeto "Encontro Nacional de Capoeira e Cultura Popular 2016", no Vidigal, Rio de Janeiro, iniciativa do professor e produtor cultural Messias Freitas com vários grupos e coletivos de capoeira, jongo, danças, quilombolas, afrodescendentes e indígenas. Registro de Diogo Nery.






Livro "Carreira Artística e Criativa"






Entrevista no programa FONOGRÁFICOS da rádio UNISINOS FM falando sobre o tema "Carreira Artística e Criativa". Programa foi ao ar dias 20 e 23/07/2016. 


Ouça o programa no Soundcloud                      Como adquirir "Carreira Artística e Criativa"









Divulgação do livro "Carreira Artística e Criativa" num bate-papo com o multiartista Piá, apresentador do programa Discoteca Brasileira, da FM Cultura 107.7, dia 20/07/2016.


Como adquirir "Carreira Artística e Criativa"











Divulgação "Bate-papo cultural" sobre o livro "Carreira Artística e Criativa" na Casa das Artes Regina Simonis dia 16/07/2016 em Santa Cruz do Sul, RS





6ª edição do curso "Gestão de Carreiras Artísticas e Criativas" no 
Espaço 80 Coworking em Porto Alegre (RS).






Divulgação do livro "Carreira Artística e Criativa" no programa 
Radar da TVE em Porto Alegre (RS).





Divulgação do livro "Carreira Artística e Criativa" no SESC Rio Branco (AC).







Divulgação do livro "Carreira Artística e Criativa" na Biblioteca Pública de Rio Branco (AC).







Divulgação do livro "Carreira Artística e Criativa" em Rio Branco (AC) para profissionais da
Economia Criativa. Andréia Coelho (foto) é atriz, diretora e produtora da Companhia de Teatro Trincheira, que circulou o espetáculo "As Revoluções" por sete municípios acreanos em 2014.










Divulgação do livro "Carreira Artística e Criativa" na Acre Criativo Incubadora, projeto de fomento à Economia Criativa desenvolvido pela Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour em Rio Branco (AC).








"Carreira artística e criativa", segundo livro de Alê Barreto, tem como origem suas experiências, sua intensa vivência com artistas, reflexões de seu artigo Elementos para se pensar uma carreira profissional artística e criativa” publicado na revista acadêmica Cadernos do CEOM (Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina) da Universidade Comunitária de Chapecó (SC) e uma pesquisa realizada no MBA em Gestão Cultural da Universidade Cândido Mendes (RJ), que contou com a orientação da professora e consultora Eliane Costa.






5ª edição do curso "Gestão de Carreiras Artísticas e Criativas" no 
Espaço 80 Coworking em Porto Alegre (RS).





Na imprensa






Participação na matéria "Produção cultural movimenta economia e cria oportunidades no mercado de trabalho" do Jornal Extra do Rio de Janeiro (extra.globo.com).


Buscando contribuir para elevar a qualidade da formação dos profissionais brasileiros, Alexandre Barreto dedica-se a atividades educativas. Desde 2009 ministra cursos, oficinas, workshops, palestras e aulas que já foram assistidas por mais 800 pessoas nos estados do Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás, Acre, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, São Paulo, Sergipe, Maranhão e Minas Gerais.



Livro "Aprenda a Organizar um Show" disponível de forma livre na internet deu origem a vários cursos no 
Brasil, entre eles um de extensão ministrado na UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos)



Muitas destas atividades foram ministradas através de parcerias com conceituadas instituições: Grupo Nós do Morro (RJ), Fórum Internacional do Software Livre (RS), graduação em Gestão Cultural da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (RS), a Incubadora de Arte e Cultura do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília (DF), Espaço Cultural Mapati (DF), Instituto Cervantes (MG), Espaço Cultural Letras e Ponto (MG), Galpão Cine Horto (MG), Santander Cultural (RS), Centro Cultural Justiça Federal (RJ), SESC Rio, SP Escola de Teatro (SP), Secretaria de Estado da Cultura de Goiás (GO), Itaú Cultural (SP), Ministério da Cultura (DF), Aliança Francesa (BA), Rio Criativo (RJ) e Rede Acreana de Cultura, formada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM), Fundação Municipal de Cultura Garibaldi Brasil (FGB), Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Serviço Social do Comércio (Sesc), Serviço Social da Indústria (Sesi), Centro de Multimeios, Universidade Federal do Acre (Ufac) e Ministério da Cultura (MinC), através de seu escritório em Rio Branco.




Poesia



Lendo poesias de Mário Quintana no sarau Corujão da Poesia, no Mirante do Leblon,
no Rio de Janeiro. Foto: Vitor Vogel




Apresentações artísticas







Workshop "Harmonia, Improvisação e Processos de criação musical" com o pianista holandês Mike del Ferro, ação social e cultural promovida pelo Consulado do Reino dos Países Baixos, com a presença do Cônsul da Holanda, produção da Pinho Brasil Produção Cultural e Gestão do Conhecimento (Fábio Neves e Liane Varsano), apoio de produção e institucional da Escola de Música da Rocinha e do Centro de Cidadania Rinaldo de Lamare.





Produção do concerto do Coro e Orquestra de Câmara da Universidade de Greifswald (Alemanha) na Biblioteca Parque da Rocinha, Rio de Janeiro, março de 2016.


A Universidade de Greifswald é uma instituição de ensino superior alemã, localizada na cidade de Greifswald, na costa do Mar Báltico, no estado federal de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, Alemanha, e foi fundada em 1456. É a quarta mais antiga universidade da Alemanha e uma das mais antigas da Europa.


Esta ação cultural foi uma parceria entre a ONG alemã Hoffnungsklänge, Escola de Música da Rocinha e da Biblioteca Parque da Rocinha.



Apoio a projetos











Cursos







Terceira turma do curso "Gestão de Carreiras Artísticas e Criativas" realizado no Rio de Janeiro em parceria com a Criativa Social, uma turma pautada pela diversidade, com pessoas começando e pessoas com experiência, como o músico Mário Rezende, que trabalha com "O canto do poeta", roda de samba do seu pai Paulinho Rezende, Hermenegildo Almeida Ferrari da Animart Produções (produção da Elza Soares) e Babi, empresária e esposa do músico e compositor Arlindo Cruz.




2015


Rio: um olhar viajante

Elaborou e administrou o projeto "Rio: um olhar viajante" junto com a fotógrafa e parceira Mirian Fichtner. O livro é uma radiografia poética e sensível da realidade carioca no ano em que o Rio comemorou seus 450 anos.



Capa do livro



Contracapa do livro




Imagem do livro





Divulgação do livro - Jornal O Globo, 01 de novembro de 2015






Divulgação do livro - Veja Rio / Histórias Cariocas, 18 de novembro de 2015






Divulgação do livro - cartaz lançamento - 23 de novembro de 2015




Orquestra de Câmara da Rocinha


Coordenou a implantação da área de Produção e Gestão Cultural da Escola de Música da Rocinhaonde também foi produtor executivo da Orquestra de Câmara.























Cultura Afro-brasileira


Trabalhou no espetáculo "Tarde da música afro-gaúcha" no projeto "Domingo no Parque" do Auditório Araújo Vianna, show idealizado pelo músico, compositor, produtor e pesquisador da cultura negra no Rio Grande do Sul. O espetáculo reuniu os grupos Alabê Ôni, Bataclã FC e vários artistas como Tonho Crocco, Andréa Cavalheiro, Angelo Primon, Marcelo Delacroix, Ronald Augusto, Mário Pirata, Paulo Dionísio, Mini bateria dos Imperadores do Samba, Kaubi Tavares e Lilian Rocha.



Alabê Ôni no palco do Auditório Araújo Vianna





Festival Villa Lobos



Atuou através da Escola de Música da Rocinha no apoio à produção de atividades da programação "Arte é Cidadania" do 53º Festival Villa Lobos.

O Festival foi criado por Arminda Villa-Lobos, a “Mindinha”, com o objetivo de manter viva a obra e a memória de Villa-Lobos e dos grandes criadores e intérpretes de nosso país.




Cartaz festival





Orquestra do Instituto Grupo Pão de Açúcar





Oficina "Contos de Câmara - histórias da vida e da obra de Câmara Cascudo" com Conceição Campos




Oficina "Sanfona nas Escolas" de Marcelo Caldi





Crianças de escolas públicas da Rocinha participando da oficina "Sanfona nas Escolas" de Marcelo Caldi




 Em 2015 o grande homenageado foi Hermeto Pascoal, constituindo-se a abertura oficial das comemorações dos 80 anos do multi-instrumentista e compositor, que serão completados em 2016.




Concertos didáticos, cineclube e apresentações artísticas




Durante 2015 Alê atuou junto com a equipe da Escola de Música da Rocinha na produção executiva de concertos didáticos, cineclube e apresentações artísticas.





Quarteto a Priori - apresentação na Escola de Música da Rocinha em dezembro/2015
Pablo de Sá (violoncelo), Marco Catto (violino), Felipe Prazeres (violino) e Karolin Broosch (viola) 




Grupo de Música Antiga da UFF com alunos e equipe da Escola de Música da Rocinha




Malu Mader com alunos da Escola de Música da Rocinha no Cineclube que exibiu o documentário "Contratempo"



Músico e compositor Bena Lobo na semana de aniversário da Escola de Música da Rocinha




Grupo 5Pi no Centro Comunitário da Rua 2 da Rocinha na semana de aniversário da Escola de Música




Grupo Quintaventos e equipe da Escola de Música da Rocinha





Alunos e equipe da Escola de Música da Rocinha nos Concertos para Juventude da Orquestra Sinfônica Brasileira na Cidade das Artes



Economia Criativa




Estimula a economia criativa no Vidigal, Rio de Janeiro. Participou do planejamento das comemorações dos + 75 anos do Vidigal. Ministrou em setembro de 2015 a oficina "Como uma ideia pode virar um projeto" para empreendedores sociais e criativos e apresentou experiências do Vidigal em seminário promovido pelo SEBRAE Goiás.



Oficina na Associação de Moradores do Vidigal, Rio de Janeiro








Apoia o guia de bairro "Vidigal 100 Segredos", ação local premiada pela Prefeitura do Rio de Janeiro, idealizada e implementada por Andre Koeller e escritório de design Vidigalo, que conta com as parcerias da Associação de Moradores, Kusudama (Android Visual Development), Nega, Libélula Produções, Winfnet, Parceiros do Vidiga e Laboratório Jaqueira.



Divulgação do Vidigal 100 Segredos em novembro de 2015






Desenvolvimento territorial



Criou e gerencia no Facebook a página Vidigal, com objetivo de promover maior visibilidade às iniciativas de pessoas, instituições, poder público, iniciativa privada, ONGs, organizações da sociedade civil, projetos e programas que contribuem para o desenvolvimento do território criativo do Vidigal.







Apoio a projetos com financiamento coletivo (crowdfunding)
















Apoia campanhas de articulação e mobilização de recursos em plataformas de crowdfunding para realização de projetos independentes:  Reportagem Pública 2015 (10 reportagens investigativas feitas por jornalistas independentes), Teatro de Cama (apartamento que oferece espetáculos de artes cênicas no Vidigal no Rio de Janeiro), o Gomeia Galpão Criativa (primeiro coworking cultural da Baixada Fluminense), reconstrução da sede do Afro-Sul Ọdọmode (espaço de preservação da cultura afro-brasileira em Porto Alegre), Feliz Ano Novo - O filme  (curta-metragem, adaptação autorizada do conto "Feliz Ano Novo" escrito pelo autor brasileiro Rubem Fonseca)Cartografia das Ondas (longa-metragem com influências que vão da literatura brasileira a mitologias universais, escrito por Denis Augusto e Heloisa Machado, que também assina a direção junto a Tarsilla Alves), Olympia , Infinito Agora (terceiro álbum da banda Los Porongas), Oficina de Ludicidade e Esquadrão Amazônia.




Consultor Rio Criativo










Oficina "Gestão de Carreiras Criativas" na Incubadora Rio Criativo no Rio de Janeiro (novembro 2015)











Alê Barreto com Alê Youssef, apresentador do programa Navegador da Globo News 
e demais participantes do seminário Geografia da Criatividade promovido pelo SEBRAE Goiás






Workshop "Assistente de Produção" em São Paulo (outubro 2015)




Palestra e oficina sobre "Carreiras Artísticas e Criativas" na III Semana da Inovação
Economia Criativa e Digital do Estado do Acre, outubro de 2015





Entrevista concedida para a matéria "Curitiba: feita para grandes eventos?" no jornal Gazeta do Povo de Curitiba, PR.





Atividades criativas


Participa do Corujão da Poesia, ação cultural promovida pelo professor e produtor João do Corujão, onde aprende a ouvir, falar e fazer poesias e onde conhece novos autores.



Alê Barreto com a escritora Leila Oli





Lendo um trecho do texto "A Construção da Cidade como a Arte dos Encontros" de Gerardo Silva
Foto: Vitor Vogel



Composição de música com Beto Dorneles









Gestão de organizações e projetos socioculturais






Atuou na gerência de administração e projetos do Grupo Nós do Morro de 2008 a 2009 e de 2013 a 2015. Nós do Morro é uma associação sem fins lucrativos que oferece acesso à cultura na favela do Vidigal na cidade do Rio de Janeiro desde 1986 e que já formou inúmeros artistas que atuam em TV, novelas, séries e na música.





Alê Barreto junto com a Companhia Artística do Nós do Morro recebendo a 
companhia francesa do Théâtre de La Ville em 2015.






Nós do Morro trabalha com oficinas de teatro que dão oportunidades para novos talentos. Essa foto é do elenco de atores adolescentes do espetáculo "Romeu e Julieta" dirigido por Fátima Domingues









Alê Barreto recebendo a atriz e diretora de cinema Malu Mader e o músico e escritor Tony Bellotto no espetáculo "Domando a Megera" do Grupo Nós do Morro





O Nós do Morro possui um Núcleo de Audiovisual desde 1996. A série "Mais x Favela" no Canal Multishow é uma co-produção do Nós do Morro e LC Barreto





Luciano Vidigal, do Nós do Morro, é um dos diretores do documentário "Cidade de Deus 10 anos depois"






Muitos atores que estudaram no Nós do Morro trabalham em TV e Cinema. Thiago Martins, Mary Sheila, Marcelo Melo Jr. e Kizi Vaz são exemplos dissoVeja outros atores que também estudaram no Nós do Morro.






O ator Babu Santana que estudou no Nós do Morro dividiu com Tony Ramos o prêmio de melhor ator no 
14º Festival de Cinema Brasileiro em 2015






O ator Diogo Sales que estudou no Nós do Morro faz parte do elenco da sexta temporada
 da série "Game of Thrones" do Canal HBO em 2016





2014


Cultura de Ponta


Alê Barreto junto com o mestre Guti Fraga, idealizador do Grupo Nós do Morro com 
o professor Saul Eliahú Mizrabi, pesquisador do Instituto Nacional de Tecnologia, no 
projeto "Cultura de Ponta" no Grupo Cultural AfroReggae (RJ) em 2014




Em agosto de 2014 Alexandre Barreto participou do projeto "Cultura de Ponta" no Grupo Cultural AfroReggae (RJ), junto os mestres Guti Fraga, idealizador do Grupo Nós do Morro, professor Saul Eliahú Mizrabi, Doutor em Engenharia da Produção e pesquisador do Instituto Nacional de Tecnologia, também junto aos queridos Johayne Hildefonso, Tekko Rastafari e Bruna Camargos.






O projeto tem como objetivo promover o contato com diferentes referências artísticas e estimula o pensamento crítico sobre a importância das artes como ferramenta de transformação social.







Em abril de 2014 Alexandre Barreto participou em abril da Semana de Gestão e Políticas Culturais de Belo Horizonte (MG), vigésima primeira edição desse curso livre, para o qual foram convidados professores e gestores culturais do Ceará, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Entre os convidados estavam Albino Rubim, José Marcio Barros, Bernardo da Mata Machado, Isaura Botelho, Ana Paula do Val e Humberto Cunha.


Artigo "A formação em administração, produção e gestão cultural como elemento facilitador do desenvolvimento da carreira artística" apresentado no V Seminário Internacional de Políticas Culturais, da Fundação Casa de Rui Barbosa (Rio de Janeiro).






Apoiou a organização da primeira etapa da carreira daPearls Negras, trio formado nas oficinas da rapper e produtora Jeckie Brown, ministradas no Grupo Nós do Morro, na comunidade do Vidigal, Rio de Janeiro (assista aos clipes das músicas Pensando em VocêGuerreira e a entrevista das Pearls Negras, da idealizadora do grupo Jeckie Brown e do produtor Jan da Bolabo Records (UK) na revista Rolling Stone Brasil)



Entrevista (parte I e parte II) para alunos do curso de Graduação em Produção Cultural da Universidade Cândido Mendes, sobre o perfil do profissional de produção cultural (2014).





2012/2013






Ministrou aula no "Programa de Capacitação em Projetos Culturais", em Brasília, em julho de 2012, ação formativa desenvolvida pelo Ministério da Cultura (Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura e Diretoria de Direitos Intelectuais da Secretaria de Políticas Culturais) (DDI/SPC), SESI e Itaú Cultural.

O Programa de Capacitação em Projetos Culturais teve como objetivo oferecer conteúdo prático e teórico para atuação na área cultural, envolvendo a compreensão das diversas dimensões que permeiam as atividades dos profissionais que atuam no setor, a fim de qualificar os participantes para planejar e gerir projetos e produtos culturais, além de obter financiamento. Veja a avaliação do encontro realizada pela Fundação Getúlio Vargas.









Em 2012 e 2013 atuou como articulador de projeto no Solos Culturais na comunidade da Rocinha.











Aula "Começar a Fazer: caminhos e disputas no exercício da gestão e da produção cultural" na programação do "Encontro de Facilitadores" do Programa de Capacitação em Projetos Culturais do Ministério da Cultural, julho 2012.




Oficina de "Projetos Culturais em Comunidades" ministrada no III Encontro Nacional de Produção Cultural, UFBA, 2013.





Participação na mesa "Campos de Atuação da Produção Cultural" juntamente com a produtora e gestora cultural Vadinha Moura e a empresária Cláudia Lima, diretora da empresa Janela do Mundo, no III Encontro Nacional de Produção Cultural, UFBA, 2013.





Foto: Andressa Menezes

Entrevista “O setor de cultura precisa se organizar” concedida para o caderno de cultura do jornal “A Tarde” de Salvador em outubro de 2013. 





Artigo Elementos para se pensar uma carreira profissional artística e criativa” publicado na revista acadêmica Cadernos do CEOM (Centro de Memória do Oeste de Santa Catarina), número 39, da Universidade Comunitária de Chapecó (SC) UNOCHAPECÓ, edição especial sobre os temas Economia Criativa e Economia da Cultura em dezembro de 2013.








Videoaula sobre organização e produção de shows e eventos produzida para o projeto Coletivo Coca-Cola (2013).






2011







Em 2011, Ano Internacional dos Afrodescendentes, Alê Barreto foi produtor executivo do espetáculo "Missa dos Quilombos" encenada pela Companhia Ensaio Aberto, no Armazém da Utopia, Cais do Porto, Rio de Janeiro. A peça composta por Milton Nascimento, Pedro Tierra e Dom Pedro Casaldáligafoi montada pela primeira vez em 1982 no Recife. A representação contou com banda, coro, corpo de baile e padres e, no mesmo ano, chegou às lojas no formato LP. O espetáculo também foi encenado na praça da Catedral de San Tiago de Compostela, na Espanha, e na Basílica de Nossa Senhora da Aparecida, no interior do Estado de São Paulo.






Desde os anos 2000, a montagem da Ensaio Aberto foi assistida por mais de 65 mil pessoas e aborda a exclusão social na sociedade moderna e mistura o rito católico com as expressões da cultura afrobrasileira. Direção geral de Luiz Fernando Lobo, direção musical de Túlio Mourão, direção de percussão de Robertinho Silva, cenários de Cláudio Moura e figurinos de Beth Filipecki e Renaldo Machado.











Matéria "É tudo novo sim, mas vá com calma" e entrevista para o programa Unisc Notícias que foi ao ar em 07/10/2011 na TV UNISC referente a participação na XVI Semana Acadêmica da Comunicação Social da UNISC, setembro 2011.






2010





Em 2010 produziu novamente com Maria Braga Produções e com Ana Lombardi o show "Vapor da Estação" comemorativo de 30 anos de carreira de Nei Lisboa , no Teatro Rival, Rio de Janeiro.




Entrevista concedida para a matéria "Produtor cultural do século 21" do Blog Acesso.






Entrevista concedida para a reportagem "O que faz um show dar certo ou errado", realizada pelo jornalista Fausto Coimbra, para capa do Caderno Dois do Jornal "Tribuna de Minas", de Juiz de Fora, Minas Gerais, em junho de 2010.








Consultoria para realização de um festival na cidade histórica de Porto Acre (AC)







Artigo "O Desafio da Formação da Rede" na revista "Cultura em Rede: a experiência da Rede Acreana de Cultura", 2010.



Entrevista para Rádio Câmara da Câmara dos Deputados sobre tributação das empresas de produção cultural, janeiro 2010.



Depoimento para o Quero Viver de Arte, movimento cultural pelo direito de se trabalhar com arte, realizado durante a realização de cursos na Incubadora de Arte e Cultura do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília (2010).






2008/2009


Em 2008 e 2009 foi produtor executivo das montagens teatrais do Nós do Morro ("Os Dois Cavalheiros de Verona" e "Machado a 3x4"), do grupo de percussão "Meninas do Nós do Morro" e gestor cultural do grupo.



Os Dois Cavalheiros de Verona (da esquerda para direita): 
Aldino Brito, Renato Rocha, Thiago Martins e Sandro Mattos










Depoimento sobre a relação do Nós do Morro com a comunidade do Vidigal em "O Rosto no Espelho", documentário de Renato Tapajós que investiga a relação entre os movimentos culturais e a transformação social. 
Assista o documentário






Em 2009 trabalhou na produção do show de lançamento do CD "Cara" de Cláudio Lins (artista da gravadora Biscoito Finoem parceria com Maria Braga.






Neste período, divulgou uma versão impressa do livro "Aprenda a Organizar um Show" (esgotada) pela Imagina Conteúdo Criativo (Aassista o vídeo de divulgação do livro).








Aula Aprenda a Organizar um Show ministrada no Fórum Internacional do Software Livre na PUCRS (2009).


Em 2009 o livro "Aprenda a Organizar um Show" foi recomendado no Jornal O Globo.








2003/2007






Alexandre trabalhou intensamente em atividades artísticas, culturais, eventos e entretenimento (economia criativa). Atuou em shows dos artistas Marisa RotenbergComunidade Nin-JitsuHistórias do Rock Gaúcho (Egisto Dal SantoJúlio RenyFrank Jorge e Cristiano Krause), Bebeto AlvesAcústicos e ValvuladosPantaAngelo PrimonTequila BabyDanni CalixtoMonica TomasiLuciah HelenaTerra do Fogo, Identidade, Cartolas, Júpiter Maçã, em eventos como Claro que é Rock, IBest Rock (CPM22 e O Sete), projeto Motomix da Motorola, 





Encontros TIM (Paralamas do Sucesso, Dado Villa-Lobos, Marcelo D2, Helião e Negra Li), Recitais Zaffari (realizados na Feira do Livro de Porto Alegre), Concertos Comunitários Zaffari, Mercado Cultural (Salvador/Bahia), Feira da Música Independente de Brasília, shows internacionais (Placebo, Judas Priest, Whitesnake, Avril Lavigne, Steel Pulse), Festival "Live n´ Louder" (The 69 Eyes, Rage, Destruction, Shaaman, Nightwish e Scorpions), shows nacionais (Ivete Sangalo, Antonio Villeroy






gravação do DVD Kleiton e Kledir ao vivolançamento do Acústico MTV Banda Gaúchas































Lançou o CD "Balaio de Fé" em parceria com a banda Bleque em 2005 (indicada ao Prêmio Açorianos de Música da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre como "Banda Revelação").






Atuou em parceria com Richard Serraria na produção executiva e no lançamento do CD "Assim Falou Bataclan" da banda Bataclã FC (considerado pela Revista Aplauso um dos melhores discos do Rio Grande do Sul em 2006).






Em 2007 foi empresário da Pata de Elefante, produtor executivo, proponente da banda no programa Rumos Itaú Cultural Música 2007-2009 (que deu origem a participação em uma coletânea internacional em CD, DVD, shows e exibição na TV Brasil), 





parceiro de Gustavo Telles na produção executiva de "Um olho no fósforo, outro na fagulha", segundo CD da Pata de Elefante, considerado pela revista Rolling Stone Brasil um dos melhores discos nacionais de 2008. 






Em 2007 publicou vários textos no portal colaborativo Overmundo, como "Vamos educar pessoas para produção cultural?" (também publicado no livro Guia do Mercado Brasileiro da Música).

Lançou o livro "Aprenda a Organizar um Show", inicialmente como coleção de fascículos livres e gratuitos no blog Produtor Cultural Independente em 2006 e depois no portal colaborativo Overmundo em 2007.



Produtor Cultural Independente







Alexandre Barreto é o criador do blog “Produtor Cultural Independente”, ativo desde 2006, uma plataforma de compartilhamento do conhecimento com diversos textos citados e recomendados na Blogosfera Cultural do Programa de Gestão Cultural da Universidade de Barcelona, em publicações e na página de economia criativa do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), trabalhos de graduação, pós-graduação, jornais, revistas, sites e artigos na revista Fazer e Vender Cultura.


O blog Produtor Cultural Independente tornou-se uma marca que deu origem ao "Programa Produtor Cultural Independente", iniciado em 2012, uma ação de capacitação para pessoas interessadas em melhorar a qualidade de sua atuação em atividades de arte, comunicação, cultura e entretenimento. O programa já foi realizado nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Acre.